Publicado em: 21 de maio de 2020


LOCKDOWN: O que significa essa medida e qual a possibilidade de ser adotada no Brasil?

Um termo que ganhou visibilidade em meio à pandemia do novo coronavírus (COVID-19) é o “Lockdown”, palavra de origem inglesa que significa “fechamento total”. Esse método foi adotado em diversas cidades pelo mundo, mas ainda gera certa dúvida com relação ao seu significado. Afinal, não será possível sequer ir a lugares essenciais?

Pensando nisso, separamos esse texto para responder algumas dessas questões.

O que é pico epidêmico e quando o Brasil deverá atingi-lo?

O que é lockdown?

O Lockdown é uma medida radical recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), diante da falta de medicamentos para conter o coronavírus. A implantação tem o intuito de impedir a circulação das pessoas, para que não se criem aglomerações e, por consequência, haja a diminuição da disseminação da doença, evitando o colapso nos sistemas de saúde.

É uma medida imposta pelo governo e que prevê a multa como forma de consequência para quem a descumprir.

Como se propõe?

No caso do coronavírus, com a alta taxa de disseminação e a falta de um medicamento para conter a doença, o principal método adotado para evitar a contaminação é o distanciamento social.

Um dos problemas a mais que essa doença traz é que existem casos assintomáticos, ou seja, indivíduos contraem o vírus sem apresentar sintomas e, ao saírem de casa, transmitem a outras pessoas, que podem chegar a apresentar sintomas mais graves, vindo a necessitar de tratamento intensivo hospitalar.

Diante dessa situação, o distanciamento social pode ser proposto pelas autoridades de algumas formas: inicialmente com o isolamento social; em situações mais avançadas, a quarentena; e como solução mais restritiva, o lockdown.

Posso frequentar farmácias e mercados mesmo com o lockdown?

Mesmo com o fechamento total, cada região decide o que é considerado “serviço essencial”, que deverá continuar funcionando, ou não. Além das farmácias, mercados, hospitais, ainda funcionam serviços de segurança, transporte de doentes e o que mais for acordado pelas autoridades como imprescindível.

Tenho familiares em locais de lockdown, posso visitá-los?

Não. A partir do momento que é determinado o fechamento total de uma região, apenas os moradores tem autorização para entrar.

Trabalho em local de lockdown, como prosseguir?

Quando essa restrição é implementada, apenas os trabalhos essenciais são mantidos. Nesse caso, haverá uma autorização possibilitando, de forma controlada, a entrada e saída dos profissionais.

Grau de restrição de movimentação global (foto: reprodução BBC).

Até quando será mantida essa situação?

Cada local determina por quanto tempo irá manter o isolamento total, sendo na maioria dos casos por pelo menos 15 dias, podendo se estender, caso não haja uma redução no número de contaminação.

O que já se sabe, baseado em outros países que já passaram pela mesma situação antes do Brasil é que, quanto mais a população aderir as medidas e ficaram em seu isolamento, mais rápido o problema diminuirá e as medidas se flexibilizarão.

A flexibilização, porém, deve, inevitavelmente, ser cuidadosa para que posteriormente não exista um efeito retroativo da pandemia.

Isolamento social x quarentena x lockdown

  1. Isolamento social: é uma recomendação feita pelas autoridades que se fique em casa.
  2. Quarentena: é um decreto oficial dado pelo governo restringindo a circulação.
  3. Lockdown: é a imposição de um bloqueio total, incluindo o fechamento de ruas e locais públicos, nesse caso a circulação é restrita apenas ao essencial podendo gerar multa para quem descumprir.

Coronavírus (COVID-19): A importância das táticas e métodos de prevenção

Distanciamento seletivo ou vertical

Neste caso, a circulação fica restrita apenas para as pessoas que fazem parte do grupo de risco, o que inclui: idosos, diabéticos, hipertensos e pessoas com doenças pulmonares, já o resto da população tem livre circulação. No entanto, em casos de surtos como o da COVID-19, em que temos uma contaminação em ritmo acelerado, ela não é muito recomendada ou mesmo eficaz para os próprios grupos de risco, que podem ser contaminados da mesma forma.

Lugares que adotaram o lockdown pelo mundo

Essa medida pode ser dada em um país inteiro, em estados, cidades ou em apenas pontos isolados. Na china, a provincial de Hubei, onde a doença começou, decretou o fechamento no final de janeiro. Ninguém podia circular, entrar ou sair do local sem uma autorização.

Na Itália, assim como na Espanha, ficou proibida a circulação de pessoas pelo país inteiro, além de qualquer cerimônia pública.

Já na Alemanha ficaram restritos os encontros em locais públicos com mais de duas pessoas.

Lockdown no Brasil

Em diversos pontos do país a população não chegou a aderir a quarentena como deveriam, as ruas cheias com trânsito intenso de pessoas, fez com que o número de casos aumentasse. Com isso, no começo de maio, foram decretados os primeiros lockdowns.

O Maranhão foi o primeiro estado a aderir. Mesmo com a determinação, nos primeiros dias, ainda foi registrado um índice maior que o previsto de pessoas circulando. Em seguida, algumas cidades do Pará, Amazonas e Ceará entraram no regime. Na cidade do Rio de janeiro, o lockdown parcial foi determinado em pontos isolados como Campo Grande, já no estado, foi instaurado em locais como Niterói e São Gonçalo, onde a multa prevista é de 180 reais, caso a medida não seja seguida. No entanto, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) rejeitou o projeto na última quarta-feira (20), assim como aconteceu em São Paulo.

Sendo assim, o lockdown é uma medida radical e restritiva, porém de grande importância considerando a atual situação do país, onde grande parte dos leitos hospitalares já se encontram ocupados. Todavia, diante dos últimos acontecimentos políticos, é muito provável que a medida não chegue a ser implementada em todos os estados.

 

Compartilhe também:

Você pode gostar de ler também

x

Precisando da 2ª via do boleto?

Digite o seu CPF e retire a segunda via do boleto

Campo de preenchimento obrigatório

Boletos vencidos podem ser pagos em qualquer banco.