Publicado em: 24 de março de 2021


Dia Mundial da Tuberculose: O que podemos aprender com ele?

O Dia 24 de março, Dia Mundial da Tuberculose, é a data escolhida pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para conscientizar sobre esta doença tão antiga, mas que ainda segue obtendo uma grande alta de mortalidade no mundo inteiro.

De acordo com a OMS, em 2019, aproximadamente 1,4 milhão de pessoas morreram devido à tuberculose e mais de 3 milhões não foram diagnosticadas ou não foram oficialmente notificadas às autoridades nacionais. O mesmo relatório ainda destacou que, apesar de termos tido uma diminuição das mortes por tuberculose nos últimos anos, o processo ainda não está sendo rápido o suficiente para alcançar as metas globais de eliminação da doença até o ano de 2030.

O que é tuberculose?

A tuberculose é uma doença causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, também conhecida como bacilo de Koch. Ela afeta principalmente o pulmão, mas pode também atingir outros órgãos a depender de sua gravidade.

Uma curiosidade é que algumas pessoas podem servir como incubadoras do bacilo de Koch, ainda que nunca venham a apresentar os sintomas causados pela tuberculose.

Como se pega tuberculose?

De maneira genérica, a tuberculose é transmitida pelo ar através de gotículas de saliva expelidas pelo paciente infectado ao tossir, ou mesmo o espirro são os principais agentes de proliferação da doença.

Dia Mundial da Tuberculose: O que podemos aprender com ele? 1
Sintomas mais característicos que persistem por meses se não houver diagnóstico. 

Você também pode gostar de ler sobre:

Tipos de tuberculose

  • Tuberculose pulmonar: tuberculose pulmonar é outro nome dado para designar a tuberculose tradicional;
  • Tuberculose miliar: situação na qual a tuberculose não é contida e o paciente sofre um agravamento, passando a apresentar pequenas lesões na pele, ou afetando as meninges e o fígado, além de outros órgãos do corpo humano;
  • Tuberculose ganglionar: a tuberculose ganglionar ocorre quando a mesma bactéria causadora da tuberculose acaba por afetar o sistema linfático, atingindo os gânglios localizados no pescoço, axilas, virilha, nuca e abdômen. Alguns dos sintomas podem ser anemia, aumento dos gânglios e cansaço extremo.

Prevenção da tuberculose

A prevenção contra a tuberculose pode ser feita através da vacina BCG, aplicada em crianças ao nascer, ou, no máximo, até os quatro anos, 11 meses e 29 dias. Além disso, é importante manter ambientes bem arejados e evitar aglomerações sempre que possível, principalmente em lugares fechados.

Outra forma de prevenção é a avaliação de contatos de pessoas com tuberculose, que permite identificar a Infecção Latente pelo Mycobacterium tuberculosis, possibilitando prevenir o desenvolvimento de tuberculose ativa. Pessoas diagnosticadas com a infecção latente da tuberculose têm indicação de receber o tratamento para prevenir o adoecimento.

A luta contra a tuberculose no Brasil

O Dia Mundial de Combate à Tuberculose não é uma data para se comemorar, mas uma ocasião de mobilização mundial que busca envolver esferas civis e governamentais na luta contra esta enfermidade.

Ainda de acordo com a OMS, o Brasil ocupa o 18º lugar entre os países com o maior número de casos globais de tuberculose. Apesar do Amazonas hoje liderar o índice de casos de tuberculose no país, o Rio de Janeiro se destaca nacionalmente por apresentar, historicamente, um elevado número de casos e altos níveis de contaminação, principalmente em áreas de alta concentração populacional, como o Complexo do Alemão e a Rocinha, que apresentam uma média de doze mil novos casos por ano e uma incidência de oitenta e cinco doentes para cada cem mil habitantes, o que representa 20% das notificações no Brasil.

A tuberculose afeta principalmente a população mais pobre e aquelas que estão vivendo com o vírus da AIDS (co-infecção TB/HIV). Ainda hoje a falta de informação sobre a doença e o preconceito em relação à ela, são um dos maiores obstáculos para a redução dos casos. Por isso, informe-se, cuide-se e vacine suas crianças.

 

Fonte: Ministério da Saúde/OMS/Rede Dor

Compartilhe também:

Você pode gostar de ler também

x

Precisando da 2ª via do boleto?

Digite o CPF e a Data de Nascimento e retire a 2ª via de boleto

Campo de preenchimento obrigatório

Boletos vencidos podem ser pagos em qualquer banco.