Publicado em: 5 de dezembro de 2019


Dezembro Laranja: campanha de combate e prevenção ao câncer de pele

Estamos no Dezembro Laranja, campanha criada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) para a prevenção do câncer de pele. A iniciativa também visa conscientizar para a prevenção já a partir da infância, além de alertar sobre os principais sinais do câncer de pele para diagnóstico e tratamentos precoces, o que ajuda a aumentar as chances de cura na grande maioria dos casos.

O que é o câncer da pele?

O câncer de pele é um tipo de câncer provocado pelo crescimento anormal de células que fazem parte da pele. Podemos dizer que existem diversos tipos de câncer da pele, e que podem aparecer das mais diversas formas.

No entanto, os mais comuns são: o carcinoma basocelular e o carcinoma espinocelular – conhecidos como câncer não melanomas – e que apresentam boas chances de cura, claro, se diagnosticados e tratados no início. Já o melanoma, apesar de não ocorrer com tanta frequência, é o mais agressivo e de grande letalidade.

“Em todos eles, a exposição excessiva e sem proteção ao sol é o principal fator de risco que pode desencadear a doença, que pode se manifestar como uma pinta ou mancha, geralmente acastanhada ou enegrecida; como uma pápula ou nódulo avermelhado, cor da pele e perolado (brilhoso); ou como uma ferida que não cicatriza”, diz Jade Cury Martins, Coordenadora do Departamento de Oncologia Cutânea da SBD.

Quais os sintomas do câncer de pele?

O câncer da pele pode ser confundido com pintas, eczemas ou outras lesões benignas da pele. Por isso, é importante conhecer bem a própria pele e saber onde se encontram as regiões com pintas. Algo que faz toda a diferença na hora de detectar alguma irregularidade.

Também é válido dizer que apenas um exame clínico feito por um médico especialista ou uma biópsia são capazes de diagnosticar a presença do câncer da pele. Mas você pode ficar atento(a) aos seguintes sintomas:

• Lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente;
• Uma pinta preta ou castanha que muda de cor, textura, tornando-se irregular nas bordas e que aumenta seu tamanho;
• Manchas ou feridas que não cicatrizam e que continuam a crescer. Normalmente apresentando coceira, erosões, crostas ou sangramento.

Além dos sinais e sintomas acima citados, os melanomas metastáticos podem apresentar outros, que variam de acordo com a região para onde o câncer avançou, podendo abranger nódulos na pele, falta de ar ou tosse, inchaço nos gânglios linfáticos, dores abdominais e de cabeça, por exemplo.

Câncer de pele no Brasil

No Brasil, os números do câncer de pele são bem preocupantes. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), anualmente, são diagnosticados 180 mil novos casos da doença. Ou seja, 1 em cada 4 brasileiros desenvolvem o câncer de pele. O INCA também avalia que 30% de todos os tumores malignos do Brasil correspondem ao câncer da pele.

De acordo com o dermatologista Elimar Gomes, Coordenador Nacional do #DezembroLaranja, “quase 90% dos casos existentes são de carcinomas. Esses tumores têm letalidade baixa, mas provocam cerca de 1.900 óbitos a cada ano no nosso país. Menos comum, o câncer melanoma é o tipo mais agressivo e, por este motivo, causa mais de 1.700 óbitos anualmente. Nós conhecemos a origem da doença e sabemos que é possível preveni-la, por este motivo a conscientização pública é uma das formas de reduzir o número de casos”.

Um dado apresentado referente a última estimativa do INCA (2016/2017) revela que, no Brasil, a doença deverá acometer muito mais homens (85.170 mil) do que mulheres (80.410 mil).

Exame preventivo gratuito

No próximo sábado, dia 7 de dezembro, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) irá promover Dia Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele em território nacional. Na ocasião, cerca de 4 mil médicos dermatologistas e voluntários da área da saúde irão realizar consultas gratuitas em mais de 130 postos de atendimento espalhados pelo país (clique e veja o posto mais próximo de você).

Em 2018, a ação resultou em 26.161 mil atendimentos, com uma incidência de 3.852 casos de câncer de pele identificados. Desde a implementação da iniciativa, em 1999, 600 mil pessoas foram beneficiadas. Em 2019, a SBD estima que 30 mil pessoas devam passar pelas consultas voluntárias.

Cuide da sua saúde!

A orientação da Sociedade Brasileira de Dermatologia é que a população faça consultas dermatológicas regulares para ajudar na prevenção e também para facilitar o tratamento, caso a pessoa seja diagnosticada com câncer de pele.

Recomendações básicas:

• Evitar exposição ao sol em horários de maior incidência solar (das 9h às 15h);
• Utilizar chapéus de abas largas, óculos de sol com proteção UV e roupas que cubram boa parte do corpo;
• Ter uma hidratação corporal constante;
• Uso diário do protetor solar com um fator de proteção de no mínimo 30FPS, além de realizar a reaplicação a cada duas ou três horas, ou após grandes períodos de imersão na água.

Viva bem, cuide da sua saúde!

 

Fonte: SBD

Compartilhe também:

Você pode gostar de ler também

x

Precisando da 2ª via do boleto?

Digite o seu CPF e retire a segunda via do boleto

Campo de preenchimento obrigatório

Boletos vencidos podem ser pagos em qualquer banco.